Livraria Biotec
Encontre seu livro
Buscar

Categorias
Por
Produtos em estoque
e-mail: biotec@livrariabiotec.com.br
Tels.: (11)4063.0580 (fixo) / 99441.5574 (cel)

Site Protegido

 
Biotec Twitter

Feliz Natal

A equipe Biotec lhe deseja um

Feliz Natal e Próspero 2010

MSA - ANALISE DOS SISTEMAS DE MEDICAO - 4/ED

MSA - ANALISE DOS SISTEMAS DE MEDICAO - 4/ED Autor: I.Q.A
Editora: PROPRIO AUTOR - 2011
ISBN: 0111690000
Área: Eng. Mecânica
N. Páginas:
Valor:
R$264,00

Sob Encomenda

Sujeito a disponibilidade na editora/fornecedor.

Prazo de entrega:
Livros nacionais: 30 dias úteis.
Livros importados: de 4 a 12 semanas.


Recentemente publicado pelo AIAG e, com a tradução para o português disponível para aquisição imediata no IQA, o manual do MSA em sua 4ª edição retoma a discussão sobre a validade estatística dos estudos com os sistemas de medição. Embora a conhecida estrutura do manual tenha sido mantida, o manual traz mudanças que promovem a discussão sobre conceitos, análise e validade em cada tipo de estudo requerido. Esta discussão é importante para que os profissionais de qualidade e metrologia confirmem o significado das medições realizadas conforme o plano de controle estabelecido pela organização. Foi incluído um texto adicional sobre os sistemas de calibração que reforça a importância de utilizar laboratórios acreditados ISO 17025 e na sua ausência os serviços do fabricante do meio de medição. Não se trata de novidade, mas enfatizam conceitos já definidos na própria ISO TS 16949. Nos critérios de aceitação surge uma discussão que já era presente há muito tempo nas organizações sobre processos conduzidos com o uso do CEP – Controle Estatístico do Processo, a questão da estabilidade do processo e a variação total. No caso de pontos fora de controle uma das recomendações é a avaliação do sistema de medição. Esta abordagem estava um tanto esquecida, mas ganha importância com a melhoria dos processos. Assim, o uso simples dos critérios de aceitação do R&R não são aceitáveis para sua aprovação. É importante que se faça uma análise dos dados da variação disponíveis. Uma análise ao longo do tempo se faz necessária. Em outro momento, na mesma linha de raciocínio, a relação com a capabilidade do processo é discutida e ganha significado na validação dos processos.
Os estudos de tendências e de linearidade são os que tiveram revisões mais significativas nos cálculos para serem determinados. A variação do equipamento é avaliada para julgar se impacta nos resultados. Esta variação é a repetibilidade – e o estudo de tendências assume que seja estável. Assim, se a variação é grande, já se sabe que o sistema de medição tem variação inaceitável. A utilização de conceitos estatísticos reforça a aceitação do critério da existência de Zero no intervalo de confiança. O estudo de linearidade adota os mesmos conceitos. A idéia central das fórmulas não foi alterada e, sim a análise estatística dos mesmos.
O estudo de R&R pelo método da média e amplitude (chamado no mundo da qualidade de método longo) passou a adotar formalmente o uso de 10 peças ou mais para ser conduzido. Esta é uma prática que já é adotada há muitos anos embora o manual referenciasse 5 ou mais peças. Os estudos por atributos por sua vez tiveram melhoria na análise e interpretação. Os conceitos não foram alterados e sim o entendimento dos dados existentes. As discussões visam auxiliar a decisão de uso aplicação dos métodos.
Finalizando, a quarta edição, na linha das revisões adotadas nas publicações de qualidade promove esclarecimentos e não inviabiliza as atividades existentes nas organizações. Primordialmente, ajuda no entendimento dos resultados dos estudos realizados. Eles precisam deixar de serem números diretos e objetivos, pois efetivamente não se trata de análise simplista.

Skype Me™!
Livraria BIOTEC Ltda - Sao Paulo - SP - Tel: (11) 4063.0580 (fixo) / 99441.5574 (cel) - Email: biotec@livrariabiotec.com.br
Desenvolvido por Planetária - Soluções para Internet